pub

Não há sinal de COVID-19 em apenas 3 concelhos portugueses

Alvito, Lajes das Flores e Corvo são os únicos concelhos em Portugal sem um único caso confirmado de COVID-19. Segundo o jornal Expresso, estas são as excepções à regra, no total dos 308 municípios em que o País está dividido.

Alvito, no distrito de Beja, destaca-se por ser o único concelho em Portugal Continental a estar livre do novo coronavírus. Tem cerca de 2.500 habitantes e pode ser encontrado no interior do País, tal como as restantes localidades menos afectadas pela pandemia.

«Somos um dos concelhos mais pequenos do País e ficamos fora das grandes vias de circulação. A ligação entre Beja e Évora não passa pelo Alvito. O isolamento que noutras alturas nada tem de positivo agora funciona a favor», explica o presidente da Câmara Municipal, João Valério.
Citado pelo semanário, sublinha ainda o bom comportamento dos cidadãos, que têm mostrado preocupação em cumprir as regras, nomeadamente a utilização de máscara. Não há diagnósticos positivos e os habitantes querem que assim se mantenha.

Com excepção da suspensão de todos os eventos que pudessem resultar no ajuntamento de pessoas, João Valério garante que não há uma receita mágica: «De resto, não fizemos nem mais nem menos do que as outras autarquias. Distribuímos máscaras pela população, criámos um grupo de trabalho especial que reúne todas as semanas, temos uma articulação especial com os responsáveis dos dois lares. Mas também sabemos que mais dia menos dia temos aí a Covid.»

Os outros dois concelhos portugues sem casos de infecção ficam nos Açores. Segundo António Salgado, delegado de Saúde do Corvo, houve apenas uma pessoa em confinamento durante 14 dias porque tinha viajado de avião com um infectado.

Este concelho, com cerca de 400 habitantes, partilha uma característica com Alvito: é também relativamente remota. «No Verão, foi mais difícil, porque veio muita gente de barco da ilha das Flores. Agora não chega cá ninguém que não saibamos. O isolamento também tem esta vantagem», conta o responsável.

Mas, mesmo assim, há medidas especiais para garantir que os valores continuam a zeros. Todas as semanas, são testados os profissionais de saúde, bombeiros, empregados de restaurantes e funcionário do lar, que conta apenas com quatro idosos. Pode parecer muito, mas são apenas 15 a 20 testes por semana.

Em Lajes das Flores, a população já é um pouco maior, chegando aos 1.500 habitantes. «Ajuda o facto de não termos nenhum hotel», adianta o autarca Luís Maciel ao Expresso.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...