Musk poderá abalar modelo de trabalho do Twitter? CEO da Tesla não quer teletrabalho, mas rede social dá essa opção

O homem mais rico do mundo e CEO da Tesla, Elon Musk terá pedido aos funcionários para voltarem aos escritórios e abandonarem definitivamente o modelo de teletrabalho. No entanto, no Twitter as indicações são diferentes. Terá esta decisão impacto no modelo de trabalho da rede social?

A informação divulgada nas redes sociais dá conta de que o CEO terá enviado um email intitulado “O trabalho remoto já não é aceitável” aos trabalhadores da Tesla.

“Quem quiser fazer trabalho à distância deve estar no escritório um mínimo (e quero dizer ‘mínimo’) de 40 horas por semana ou sair da Tesla”, terá afirmado Elon Musk, acrescentando que este esforço era menor do que era exigido aos funcionários das fábricas.

Em resposta a um dos tweets partilhados no Twitter, Musk respondeu: “Eles deveriam fingir que trabalham noutro lugar”.

O multimilionário poderá ser o CEO temporário do Twitter depois de concluída a aquisição da plataforma de redes sociais por 44 mil milhões de dólares (41 mil milhões de euros).

Isto poderá colocar em causa o modelo de trabalho da rede social, visto que no passado mês de março, o atual CEO do Twitter, Parag Agrawal, publicou um tweet a informar que os escritórios iriam voltar a abrir portas, mas que os funcionários ainda poderiam trabalhar em casa, se quisessem.

“Onde se sentir mais produtivo e criativo é onde poderá trabalhar e isso inclui trabalhar em casa em tempo integral para sempre”, disse Agrawal.

Ler Mais



loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.