Mota-Engil, Grupo Casais e Politécnico de Setúbal cooperam nas áreas do ensino e investigação

A Mota-Engil, o Grupo Casais e o Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) assinaram ontem um protocolo de cooperação que prevê a realização de estágios, estudos e investigação, projetos de inovação e bolsas de estudo.

O protocolo foi assinado no final de um debate sobre “O futuro da Engenharia Civil em Portugal”, que reuniu vários especialistas do setor na Escola Superior de Tecnologia do Barreiro (ESTBarreiro/IPS). No evento foi destacada a urgência de uma intervenção concertada entre o ensino superior, as empresas e as associações profissionais.

Esta urgência visa dar resposta à escassez de profissionais qualificados, apostando assim numa “permanente interação entre a academia, as empresas e os representantes profissionais para tentar encontrar soluções”, referiu o presidente do IPS, Pedro Dominguinhos.

Miguel Boavida, administrador da Mota-Engil, Engenharia e Construção, sublinhou “a importância de estabelecer mais cedo uma ligação próxima com os nossos futuros colaboradores, ter feedback sobre o que se passa nas escolas e como veem os jovens o seu futuro nas empresas”.

Pedro Andrade, diretor coordenador internacional do Grupo Casais, reconheceu que “temos todos o mesmo objetivo, fortalecer a Engenharia Civil em Portugal, para podermos corresponder aos grandes desafios que temos pela frente de uma forma mais robusta”.



Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.