Mortes por coronavírus no Brasil podem ultrapassar as 125.000 em agosto

À medida que a taxa diária de mortes de COVID-19 no Brasil sobe e já está entre as mais altas do mundo, um estudo da Universidade de Washington alerta que o número total de mortes pode subir cinco vezes para 125.000 no início de agosto.

A previsão do Instituto de Métricas e Avaliação em Saúde (IHME) da Universidade de Washington, divulgada quando o número de mortes diárias no Brasil ultrapassou a dos Estados Unidos, na segunda-feira, veio com um pedido de bloqueios aos quais o presidente do Brasil resistiu.

“O Brasil deve seguir os exemplos de Wuhan, China, Itália, Espanha e Nova Iorque, aplicando medidas para controlar uma epidemia em rápida evolução e reduzir a transmissão do coronavírus”, escreveu o diretor do IHME, Christopher Murray.

Sem essas medidas, o modelo do instituto mostra que o número de mortes diárias no Brasil pode continuar a subir até meados de julho, provocando escassez de recursos hospitalares críticos no Brasil, disse o mesmo responsável.

Esta segunda-feira, houve mais mortes por coronavírus no Brasil (807) do que nos Estados Unidos (620), segundo o Ministério da Saúde. Neste mesmo dia, o país sul-americano registou o maior número de mortos no mundo.

Dois dias antes, o Brasil ultrapassou a Rússia como número 2 do mundo no que diz respeito a casos confirmados, depois dos Estados Unidos.

Perante este cenário, o governo norte-americano anunciou a aplicação de restrições às viagens do Brasil. A proibição de Washington aplica-se a estrangeiros que tenham estado no Brasil nos 14 dias anteriores à tentativa de entrada.

Até segunda-feira, o Brasil contabilizou 23.473 óbitos e 374.898 pessoas diagnosticadas com covid-19, desde o início da pandemia no país, registado oficialmente no final de fevereiro.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 346 mil mortos e infetou mais de 5,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...