Moderna entra hoje no índice norte-americano S&P 500

A farmacêutica norte-americana Moderna, uma das fabricantes da vacina contra a covid-19, entra hoje no índice Standard & Poor’s 500, um dos principais índices bolsistas dos EUA, onde estão cotadas 500 empresas, informou a S&P Dow Jones Indices. A corporativa entra em substituição da Alexion Pharmaceuticals.

Para estar incluída nesta “tabela” bolsista, as empresas precisam de deter um market cap superior a 8,2 mil milhões de dólares, reportar quatro trimestres consecutivos de lucros, entre outros critérios financeiros. A empresas podem ser retiradas do índice a qualquer momento. O gestor bolsista desta “lista” reúne-se periodicamente para avaliar quem entra e quem sai.

No fim de junho, as ações da Moderna em Wall Street dispararam 5% depois de a empresa ter anunciado que a sua vacina contra a covid-19 produziu atividade neutralizante contra várias estirpes do novo coronavírus, incluindo a variante Delta, segundo o ‘Cinco Días’.

No comunicado divulgado pela fabricante, é revelado que a vacina produziu anticorpos contra todas as variantes testadas “in vitro”: a beta, identificada na África do Sul, a delta, identificada na Índia, e outras identificadas na Nigéria, Uganda e Angola.

Atualmente, a Moderna está com uma capitalização de mercado de 105,35 milhões de euros (conforme a taxa de conversão de terça-feira).

Só entre janeiro e março, a farmacêutica norte-americana 1.700 milhões de dólares (1.415 milhões de euros) graças às vendas da vacina anti-covid e teve um lucro de 1.200 milhões de dólares (mil milhões de euros).

A Moderna espera produzir em 2021 pelo menos 800 milhões de doses da sua vacina, que usa a tecnologia de ARN mensageiro, mas tentará aproximar-se dos mil milhões de doses, segundo um comunicado emitido há dois meses pela empresa e assinado pelo CEO Stéphane Bancel.

Ler Mais


Comentários
Loading...