MERCEDES-BENZ – Ofensiva eléctrica

Para fazer face aos seus objectivos de mobilidade eléctrica, ao longo dos próximos anos, a Mercedes- -Benz irá investir 10 mil milhões de euros na expansão do seu portefólio de veículos eléctricos e ainda mil milhões de euros numa rede global de fábricas de produção de baterias em todo o mundo – desta forma será criada uma rede global de produção de baterias que actualmente é constituída por cinco fábricas de baterias em três continentes. A construção da segunda fábrica de baterias em Kamenz deverá estar concluída até final deste ano.

Assim, e até 2022, a Daimler vai electrificar toda a gama Mercedes-Benz, disponibilizando pelo menos uma alternativa electrificada em todos os segmentos, desde os modelos compactos aos grandes SUV. Serão mais de 50 variantes de veículos electrificados, entre modelos 100% eléctricos da família EQ, híbridos recarregáveis (plug.in) e mild hybrids 48 volts.

A família EQ oferece um abrangente ecossistema de mobilidade eléctrica de produtos, serviços, tecnologias e inovações. O espectro varia de veículos eléctricos a serviços de carregamento e postos de carregamento domésticos. O nome EQ significa “Inteligência Eléctrica” e deriva dos valores da marca Mercedes-Benz “Emoção e Inteligência”. A nova marca engloba todos os aspectos- -chave para a mobilidade eléctrica focada no cliente e estende-se para além do veículo.

O primeiro modelo produzido em série da nova marca de produtos EQ, o EQC, deverá ser produzido na fábrica da Mercedes-Benz em Bremen a partir de 2019. Os modelos EQ também serão produzidos nas fábricas da Mercedes- -Benz em Rastatt, Sindelfingen e Tuscaloosa (EUA), onde a gama de modelos será alargada para incluir os veículos eléctricos dos segmentos compacto, superior, de luxo e também o segmento SUV.

EQA CONCEPT

O Mercedes EQA Concept antecipa a futura berlina compacta da gama eléctrica EQ da Mercedes- -Benz e tem chegada ao mercado prevista para 2020.

O EQA Concept adopta o mesmo visual dianteiro do EQ Generation Concept, apresentado em 2016 no Salão Automóvel de Paris, com a sua grelha luminosa e faróis LED. Como já se está a tornar rotina nos concepts de futuros veículos eléctricos, os espelhos retrovisores exteriores foram substituídos por camaras de vídeo.

É propulsionado por dois motores eléctricos com uma potência combinada de 372 cv e um binário de 500 Nm, cumprindo os 0-100 Km/h em 5 segundos. Os motores estão montados em cada um dos eixos, o que lhe garante tração às quatro rodas, com a distribuição de energia entre eles a depender dos modos de condução seleccionados.

As baterias de iões de lítio têm uma capacidade superior 60 kWh e garante uma autonomia de cerca de 400 quilómetros por carga, que pode ser carregada por indução. Cada 10 minutos de carga proporcionam 100 quilómetros de autonomia.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
WPP vende 60% da Kantar
Automonitor
Ensaio: Mercedes-AMG A 35 4MATIC – Genes desportivos