Mercados à lupa: Fed ponderada quanto às perspetivas de crescimento da economia americana. Ações europeias sobem ligeiramente antes da correção

No dia de hoje, uma análise ao mercado revela que o dólar americano revelou alguma fraqueza nesta terça-feira, e que os analistas preveem uma inflação homóloga de agosto. Como tal, a Fed continua ponderada em relação às perspetivas de crescimento da economia americana. Já as ações europeias subiram ligeiramente enquanto aguardam pelas expectativas em torno da publicação dos principais dados de inflação dos EUA.

Ricardo Evangelista, analista sénior e diretor executivo da ActivTrades Europe SA, e Pierre Veyret, analista técnico da ActivTrades, explicam as movimentações mais recentes do mercado.

 

Forex

Para Ricardo Evangelista, analista sénior e diretor executivo da ActivTrades Europe SA., o dólar americano mostrou alguma fraqueza no início desta terça-feira, com os investidores a tomarem as suas posições, antecipando a publicação dos dados de inflação hoje ao final do dia. A previsão dos analistas é de que a inflação homóloga de agosto atingirá os 4,2%, o que representa uma leve desaceleração em relação ao número de julho de 4,3%, mas que se mantém bem acima da meta de 2% definida pela Reserva Federal Americana o que, em circunstâncias normais, implicaria o endurecimento das políticas monetárias por parte do banco central num futuro não muito distante. Contudo, e dado o facto de ainda não vivermos tempos normais e de a variante Delta representar um perigo para os EUA, a Fed continua ponderada em relação às perspetivas de crescimento da economia americana.

Assim, e visto que as perspetivas para o dólar continuam intimamente ligadas à inflação e, por isso, caso os números deste mês surpreendam os mercados pela positiva, a Fed terá cada vez mais dificuldade em adiar por mais tempo o início do Tapering, o que, provavelmente, oferecerá suporte ao dólar. Por outro lado, se a inflação começar a desacelerar, reforçando o argumento de que as altas observadas no segundo trimestre do ano são transitórias, o dólar provavelmente perderá terreno em relação às outras principais moedas, como o euro.

 

Ações europeias

Pierre Veyret, analista técnico da ActivTrades, explica no dia de hoje que as ações europeias subiram ligeiramente antes da correção logo após o sino de abertura desta terça-feira, num dia de incerteza causada pelas expectativas em torno da publicação dos principais dados de inflação dos EUA.

Embora muitos esperem que os dados de hoje mostrem um aumento na pressão sobre os preços durante o mês de agosto, a incerteza quanto ao próximo movimento da Fed permanece. Isto porque caso se verifique o aumento da inflação, isso demonstraria que o aumento dos preços que começou no 2º trimestre não foi tão transitório como o FOMC afirmava anteriormente, o que traria de volta as questões em torno do Tapering, que poderá, assim, estar mais perto do que se pensava inicialmente.

Ainda assim, um número crescente de operadores de mercado acredita que a Fed não será capaz de prosseguir com tais medidas, especialmente numa altura a variante Delta continua a prejudicar a recuperação económica em curso e sobretudo depois de ter sido descoberta uma nova variante de vírus em África. Dito isto, a Fed precisará ainda de tomar medidas para mitigar o risco de alta da inflação, realçando a perspetiva de um aumento das taxas em detrimento do eventual início do Tapering ou de estímulos reduzidos.

Enquanto isso, a volatilidade do mercado deve permanecer estável antes da publicação dos dados da inflação, exceto para as ações financeiras e de energia, uma vez que o apetite renovado por petróleo bruto está a elevar esses setores.

Ler Mais


Comentários
Loading...