Médica britânica recebe 30 mensagens abusivas por dia. «Não me importo com quem mato por não usar máscara»

Uma médica do Serviço de Saúde (NHS) britânico revelou à BBC que recebe «20-30 mensagens abusivas» nas redes sociais todos os dias de pessoas que se declaram «anti-Covid» e dizem não se importar se «matam» outros por «não usarem máscara».

Samantha Batt-Rawden, que trabalhou no NHS durante cerca de 10 anos, explicou que a sua caixa de entrada costuma ser inundada com mensagens cheias de abusos de estranhos, com uma delas a dizer: «Não me importo com quem mato por não usar máscara.»

A responsável adiantou que as mensagens são «devastadoras» para os trabalhadores que estão na linha da frente, acrescentando: «Eu tinha um médico estagiário que estava a trabalhar comigo e disse-me que não queria continuar por causa de pessoas como esta.»

Foram várias as mensagens que recebeu por parte de estranhos. «Eu não quero saber quem é que está a morrer», dizia uma das mensagens. «Escolheste o teu trabalho, agora lida com ele», escreveu um outro cidadão dirigindo-se à médica.

Samantha revelou que sofreu uma onda de abusos online durante a pandemia. «Na verdade, tivemos muitos abusos, principalmente nas redes sociais. É principalmente em torno de que Covid-19 é de alguma forma uma fraude ou uma conspiração», adiantou.

«As pessoas simplesmente não acreditam no pessoal do NHS que está a tentar explicar o cenário péssimo que se vive atualmente», disse. «Eu recebo cerca de 20-30 mensagens abusivas por dia , com tudo e mais alguma coisa, desde ofensas até a pessoas que dizem não se importar com quem morre pela doença, acrescentou.

Ler Mais

Comentários
Loading...