pub

Máscaras podem ser mais eficazes do que vacina na prevenção de infecções individuais, diz especialista

O director do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, Robert Redfield, disse esta quarta-feira que o uso de máscara facial pode ser mais eficaz na prevenção de uma infecção individual do que a administração de uma vacina contra a covid-19.

A afirmação de Redfield veio na sequência de uma pergunta feita pelo senador Jack Reed, que questionou se a decisão do Presidente Donald Trump de dispensar o uso de máscara na maioria dos espaços públicos constituía “um dos passos mais importantes que um americano pode dar para se defender e defender o país”.

“Não vou comentar directamente o Presidente, mas vou dizer, como director do CDC, que as máscaras faciais são a ferramenta de saúde pública mais importante que temos”, respondeu Redfield, citado pelo Business Insider.

“São a nossa melhor defesa”, acrescentou. “Posso mesmo dizer que a máscara oferece mais garantias para me proteger da covid-19 do que quando tomo uma vacina, porque a imunogenicidade [capacidade de gerar resposta imune] pode ser de 70%. E se eu não obtiver uma resposta imunitária, a vacina não me vai proteger. Esta máscara vai”, salientou.

Donald Trump reagiu às declarações de Redfield mais tarde, numa conferência de imprensa na quarta-feira à noite. “A máscara não é tão importante como a vacina”, refutou Trump. “A máscara, talvez, ajude”, sugerindo que “no que diz respeito à máscara, Redfield cometeu um erro”.

Vários estudos já demonstraram que o uso de máscaras impede eficazmente a transmissão do novo coronavírus. O CDC recomenda a sua utilização em público e quando é difícil cumprir o distanciamento social.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...