Marta Temido revela que “há 13% da variante inglesa em circulação” e isso obriga a repensar a situação

A ministra da Saúde, Marta Temido, revelou que, “estando num contexto de recursos limitados”, há quase seis dezenas de convenções para apoio dos meios de saúde, repartidas por “21 na ARS do Norte, 19 em Lisboa e Vale do Tejo e 17 na ARS do Centro”, algo que corresponde a “cerca de 800 camas no total de convenções no país para covid e não covid”.

A reunião que irá ter lugar hoje destina-se a “avaliar a situação epidemiológica, a questão da nova variante inglesa, pois existem dados que apontam para pelo menos 13% em circulação” e a possibilidade de serem adotadas “novas medidas restritivas”, embora não especificasse se isso envolveria o fecho imediato das escolas.

Sublinhando que “a situação é grave e o Governo não deixará de fazer tudo para proteger os portugueses, lembrou que há uma parte da proteção que tem de ser assegurada por todos nós porque o Serviço Nacional de Saúde não é elástico”.


Comentários
Loading...