Marcelo vai ter concorrência à direita na recandidatura a Belém

Marcelo Rebelo de Sousa está a contar com o apoio do PSD, do CDS, implicitamente do PS e talvez do Aliança nas próximas presidenciais. Mas o Chega! e o IL não apoiam a recandidatura do atual PR.

“Teremos um candidato próprio. Para a direita, Marcelo Rebelo de Sousa tem sido uma desilusão”, afirmou André Ventura ao Expresso, admitindo ele próprio vir a ser o candidato do Chega!: “Não está excluído”, admite.

João Cotrim Figueiredo, deputado eleito pelo IL, partilha as críticas ao Presidente: “Marcelo Rebelo de Sousa teve coisas muito positivas, mas estava obrigado a ser muito mais exigente com o Governo”, adiantou ao Expresso. Por isso, não tem dúvidas de que o seu partido irá definir uma estratégia para as presidenciais, que, na sua opinião, terá de passar pela apresentação de um candidato próprio: “Somos um partido sobretudo de ideias mas que tem de ter caras, e as presidenciais não são exceção.”

Certo é que as presidenciais vão ser concorridas, à direita e à esquerda, de onde se esperam, pelo menos, candidatos do PCP e do BE. A socialista Ana Gomes também surge como um nome provável. À direita, se Chega! e IL avançarem, é quanto basta para haver seis candidatos.

Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Guerra do streaming: consumidores dão oportunidade aos novos players
Automonitor
As ideias (brilhantes) da Skoda