Novo estado de emergência: «Não há intenção do presidente em alterar seja o que for», diz Iniciativa Liberal

O Presidente do Iniciativa Liberal, João Cotrim Figueiredo, reagiu esta terça-feira depois da reunião com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, queixando-se da «inação» por parte do Governo e dizendo que como «não tem dados novos», Marcelo «não vai alterar nada no decreto» da próxima renovação.

«Não há intenção do presidente em alterar seja o que for no decreto presidencial», disse o responsável. «Estamos muito preocupados com esta aparente modorra, esta inação que vimos e sentimos que o próprio senhor Presidente da República assim o percebe, não vai alterar nada no decreto, porque não tem dados novos, parece que ninguém exigiu nada», afirma.

O responsável disse ainda: «O facto de o senhor Presidente da República também não sentir que há nem dados no Infarmed nem, ao contrário ao que é habitual, haver feedback por parte do Governo para introduzir coisas novas ou retiras coisas do decreto, dá-nos a entender que anda tudo aqui um bocadinho a tentar adormecer a situação porque já tomaram a decisão política de só desconfinar no final de março».

Cotrim Figueiredo defendeu ainda na mesma ocasião que a reabertura de escolas comece pelos jovens, «acompanhada de um plano de testes suficientemente robusto», que esteja «capaz de ser escalável para o país como um todo».

Para o deputado o sistema de testes tem de ser «sistemático, massivo e regular», porque «sem isso não vamos conseguir desconfinar», considera. «Andamos nisto permanentemente, já vamos para o terceiro desconfinamento» em que há um crescimento dos números, acrescenta. «Somos contra este Estado de Emergência e este tipo de decretos», disse ainda.


Comentários
Loading...