Mango faturou mais 50% no online com o confinamento e conquistou 900 mil clientes

A atividade do comércio eletrónico da cadeia de moda espanhola Mango cresceu 50% entre 15 de março e 1º de junho, ou seja, durante o confinamento ditado pela pandemia da covid-19, em relação ao ano anterior, e nesse período a empresa adicionou 900 mil clientes digitais, avança a agência ‘Efe’.

A Mango anunciou este crescimento nas vendas no canal digital mas não especificou o valor faturado no online neste período.

Com o aumento de utilizadores digitais durante o confinamento, a Mango “atingiu os seis milhões de clientes ativos nas suas plataformas de comércio eletrônico”, destaca a empresa.

Entre 15 de março e o dia 1 de junho, a multinacional registou mais de 140 milhões de visitas no site, o que representa um crescimento de 20% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Em análise a estes resultados, o CEO da Mango, Toni Ruiz, lembrou que, no ano passado, as vendas online já representavam 24% da faturação total e que este ano o canal está a crescer “acima da meta inicial de 20%”.

A Mango encerrou 2019 com um crescimento de 26,7% nas vendas pela Internet, que atingiram 564 milhões de euros, o que representa cerca de 24% da faturação total do grupo.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...