pub

Mais de 100 lojas da Gap em risco. Franchising pode ser a salvação da marca na Europa

Um modelo de franchise parece ser cada vez mais apelativo para o negócio da Gap na Europa. A marca de moda norte-americana poderá encerrar mais de 100 lojas no Velho Continente, colocando pelo menos 3 mil postos de trabalho em risco só no Reino Unido, de forma a focar os seus esforços nos EUA.

«Os franchisados já operam em 35 países através de 400 lojas e nós acreditamos que existe espaço suficiente para expandir a nossa pegada de franchising», afirma Katrina O’Connel, Chief Financial Officer da Gap. Citada pelo Financial Times, a responsável explica que se não for possível transferir as operações para os franchisados, as lojas próprias na Europa terão como destino mais provável o encerramento.

A revisão alargada do negócio e da estrutura da Gap já arrancou e deverá estar concluída em meados do próximo ano. Este processo envolve ainda a distribuição e o comércio electrónico da marca a nível europeu. Katrina O’Connel adianta mesmo que está em cima da mesa a possibilidade de pôr fim ao centro de distribuição em Rugby.

No Reino Unido desde 1987, a Gap conta com 70 lojas próprias neste mercado, ou seja, mais de metade do parque total de pontos de venda físicos da marca na Europa. Segundo o Financial Times, as vendas do negócio europeu da Gap caíram de 589 milhões de dólares para 525 milhões entre 2019 e 2020.

pub

Comentários
Loading...