Lusíadas e Instituto Piaget assinam protocolo com foco na formação e investigação

O Grupo Lusíadas Saúde assinou um protocolo de cooperação com o Instituto Piaget, com o objetivo de potenciar a formação académica, a investigação científica e o desenvolvimento de atividades pedagógicas e culturais em domínios de interesse comum entre as duas instituições.

Celebrada em setembro, esta parceria abrange a elaboração de programas de formação especializada, licenciaturas ou pós-graduações, e a colaboração no âmbito da realização de estágios curriculares e profissionais nas áreas da Saúde, Psicologia, Gestão e Tecnologias de Informação.

Está igualmente previsto o intercâmbio de experiências, conhecimentos e estudos no domínio da investigação e da formação profissional (graduada e pós-graduada), com a criação de grupos mistos de trabalho.

“O protocolo assinado entre a Lusíadas Saúde, grupo de referência a nível nacional, e o Instituto Piaget, instituição com mais de 40 anos de experiência na formação de profissionais, é um enorme motivo de orgulho e constitui mais um importante passo para a promoção da saúde. Através desta parceria com o Instituto Piaget, conseguimos aliar o ensino e a investigação académica à prestação de cuidados de saúde de qualidade e isso torna-nos altamente competitivos e distintivos num setor cada vez mais exigente”, refere Vasco Antunes Pereira, CEO da Lusíadas Saúde.

“Este protocolo vai seguramente permitir o aproveitamento recíproco das potencialidades científicas, técnicas e humanas de cada uma das duas instituições, em benefício direto das comunidades a que cada uma se dirige. Ensino, investigação e saúde são três pilares essenciais para um país que queremos cada vez mais desenvolvido e moderno, e nesta parceria colocaremos o melhor de nós ao serviço dos portugueses”, afirma, por seu turno, António Oliveira Cruz, presidente do Instituto Piaget.

Entre os projetos comuns a concretizar estão incluídos seminários, workshops, participação em projetos comunitários, projetos de investigação e eventos científicos.

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.