Lucros da Real Vida Seguros cresceram perto de 9% em 2021 para cerca de 6 milhões de euros

Os resultados líquidos da Real Vida Seguros cresceram cerca de 9% em 2021, para perto de seis milhões de euros, face aos 5,48 milhões de euros registados em 2020, segundo dados enviados pela seguradora à Lusa.

No ano passado, a receita processada do grupo atingiu 161 milhões de euros, um crescimento de 77% em relação a 2020, com o segmento vida a registar 32,6 milhões de euros, um aumento de 14% em relação a 2020. O segmento não vida aumentou 23%, para 4,8 milhões de euros.

Numa nota, a companhia destacou a performance da componente vida risco, “que cresceu 14% quando a média do mercado se situou nos 3,4%”.

Já nos produtos não vida, “a companhia cresceu 23%, com especial destaque para os seguros de saúde, quando o mercado se quedou por um crescimento de 4,9%”.

“No âmbito dos Fundos de Pensões, a companhia foi nos últimos dois anos reconhecida pela APFIP [Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios] através do seu fundo Real Reforma Garantida”, indicou a companhia.

Segundo o grupo, “esta performance traduz-se nos resultados antes de impostos a crescer e a superar os oito milhões de euros, proporcionando um ROE [retorno sobre o capital] de 14%, situando-se a margem de solvência num patamar superior a 200%”.

“Neste difícil contexto em que atualmente vivemos, ao qual acrescem as dificuldades inerentes à situação económica do país, a Real Vida Seguros continuou a crescer com solidez e a superar as expectativas, tendo como o objetivo e ambição ser a seguradora da vida de todos os portugueses”, indicou a empresa, no comunicado.

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.