Lucro da Servilusa sobe 17% em 2021 para 5,4 milhões de euros

O lucro da Servilusa subiu 17% em 2021, face a 2020, para 5,4 milhões de euros, disse hoje à Lusa fonte da agência funerária, num ano em que esta realizou “um em cada 20 funerais portugueses”.

Questionada pela Lusa, fonte oficial da Servilusa adiantou que a agência funerária registou um resultado líquido de 5,4 milhões de euros no ano passado, o que compara com 4,6 milhões de euros em 2020.

Quanto ao volume de negócios, este foi de 31,5 milhões de euros em 2021, mais cerca de 11% face aos 28,4 milhões de euros registados no ano anterior.

Em 2021 registaram-se mais de 125 mil óbitos em Portugal, “a Servilusa realizou cerca de 6.900 serviços funerários, o que corresponde a 5,5% do total nacional, ou seja, mais de um por cada 20 funerais realizados em Portugal”, referiu hoje a empresa, em comunicado.

Estes 6.900 funerais Servilusa “representam um crescimento de 1% relativamente a 2020, e constituem uma performance assinalável, tendo em conta que o mercado nacional é disputado por mais de 1.500 agências funerárias e que em 2021 a empresa operava com cerca de setenta agências e apenas em Portugal Continental”.

De acordo com o diretor-geral de negócio da Servilusa, Paulo Moniz Carreira, “toda a equipa Servilusa foi colocada à prova nestes dois anos de pandemia e o resultado final foi de total superação dos desafios colocados, com destaque para o mês de janeiro de 2021, durante o qual a empresa garantiu mais de mil funerais”.

Estes desafios “não foram poucos, nem fáceis, mas totalmente superados pelos seus 320 colaboradores”, acrescenta, citado em comunicado.

No ano passado, a Servilusa realizou 3.550 tanatopraxias, “um aumento de 29,2% face a 2020”. Trata-se de um procedimento funerário que recorre a técnicas específicas para conservar temporariamente o corpo, ‘pós-morte’ até ao funeral, uma “opção das famílias na maioria dos funerais” da agência funerária.

A Servilusa “reforçou também o crescimento na atividade de cremação, que representa já a escolha dos portugueses em 22% dos funerais e em 60% dos funerais realizados em Lisboa”.

No último ano, a agência funerária realizou 7.500 cremações, “registando um aumento de 12% face a 2020, nos nove crematórios já em operação em 2021: Cascais, Elvas, Faro, Figueira da Foz, Leiria, Porto, Póvoa de Santa Iria, Santarém e Rio de Mouro – e aos quais se juntou o crematório de Guimarães, inaugurado já em janeiro de 2022”.

O desafio da agência funerária este ano “passa pelo reforço da aposta digital na sua oferta de serviços funerários, iniciada no contexto da pandemia covid-19 e pelo reforço da sua proposta de valor com serviços e produtos inovadores, na continuação do que tem sido a marca de sempre, da Servilusa, em quase duas décadas de liderança do setor funerário em Portugal”, remata.

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.