Linha de apoio para PME do turismo só gastou mais 11,1 milhões de euros desde junho. Há mais de 200 milhões em carteira

Até ao momento a linha de crédito lançada no final de abril, para apoiar o turismo só registou uma taxa de execução de 23,7%, tendo sido aplicados apenas 71, 1 milhões de euros, num total de 211 operações aprovadas que contribuíram “para criação ou manutenção de 18 mil postos de trabalho”, revelam os dados enviados pelo Banco Português de Fomento (BPF) ao jornal ‘Público’

A região Norte é a zona do país com mais financiamento aprovado (43%), seguindo-se Lisboa com 37,4%.

Em junho, foram registados 60 milhões em empréstimos, ligados a 173 operações, como lembra o mesmo jornal.

Como explica o Público, “com uma dotação de 300 milhões de euros, prevê-se que esta linha esteja no terreno até ao final do ano, podendo as empresas candidatar-se a um apoio de 4000 euros por posto de trabalho, com os limites de 25% do volume de negócios em 2019 ou o dobro da massa salarial anual”.

O prazo máximo das operações é de seis anos, podendo as empresas contar com 18 meses de carência de capital.



Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.