Lidl fecha acordo para aumento salarial de pelo menos 5% na vizinha Espanha

A Direção Geral do Trabalho em Espanha publicou o novo acordo coletivo estabelecido entre o Lidl e os seus mais de 17 mil funcionários no país vizinho. O documento publicado no Boletín Oficial del Estado – equivalente ao Diário da República em Portugal – estabelece um aumento salarial de pelo menos 5%.

Segundo a agência noticiosa Europa Press, o acordo diz respeito aos exercícios fiscais de 2020 e 2021 e vem dar continuidade à estratégia do Lidl em matéria de emprego. Desde 2016 que o Lidl assina acordos coletivos de trabalho em Espanha.

Com o aumento previsto no novo acordo, o salário mínimo dos trabalhadores do Lidl fixa-se em 8,85 euros por hora, ou seja, 21% acima do salário mínimo de 7,28 euros por hora a nível nacional.

A cadeia alemã de supermercados compromete-se também a manter, no total do ano, uma taxa de emprego sem termo certo de 75% e a atribuir licença remunerada desde o primeiro dia de trabalho em caso de acidente, doença grave ou internamento, por exemplo.

Os trabalhadores passam a contar também com um mês para internamento hospitalar de um filho ou para adoção internacional. Este período contrasta com os quatro dias contemplados pela lei espanhola.

Além disso, é consolidado o direito à semana de trabalho de cinco dias, prática pouco comum no setor da grande distribuição e retalho. Atualmente, o Lidl conta com mais de 600 lojas em Espanha e 10 plataformas logísticas.

Ler Mais


Artigos relacionados
Comentários
Loading...