Johnson suspende votação do acordo e recusa adiar o “Brexit”

A Câmara dos Comuns votou hoje a favor de uma proposta que força o primeiro-ministro britânico a pedir um adiamento do ‘Brexit’ até ser aprovada no parlamento britânico a legislação que regulamente o acordo de saída. Boris Johnson já adiantou que recusa negociar um adiamento da saída com a UE e comprometeu-se a avançar com a legislação necessária na próxima semana.

A proposta de adiamento da decisão — conhecida como emenda Letwin — foi aprovada por 322 votos a favor e 306 votos contra, devido ao apoio do Partido Democrata Unionista (DUP) da Irlanda do Norte e de antigos deputados conservadores atualmente a exercer como independentes.

A iniciativa para suspender os efeitos da votação ao acordo foi apoiada pelo Partido Trabalhista e pelos outros países da oposição, apesar dos pedidos do governo para ser retirada.

O objetivo, explicou o primeiro subscritor, Oliver Letwin, que reiterou o apoio ao acordo apesar de ter sido expulso do partido Conservador em setembro juntamente com 20 colegas, “é manter em vigor a rede de segurança prevista na ‘lei Benn’, que nos impede de sair automaticamente se não houver acordo até 31 de outubro”.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Nescafé Dolce Gusto abre casa pop-up só para amantes de café
Automonitor
SEAT Mii electric quase a chegar