Joe Biden ataca criptomoedas com novo imposto. Setor do blockchain suplica ao Congresso que trave “motor” de 28 mil milhões de dólares

A Casa Branca confirmou, na segunda-feira, as notícias avançadas pela imprensa norte-americana que davam conta de que Joe Biden está a preparar um novo imposto sobre as mas mais-valias e rendimentos, conseguidos através das criptomoedas.

A medida é um dos trunfos fiscais de Joe Biden, ao lado do agravamento do imposto corporativo e sobre pessoas singulares, que irão financiar o plano de estimulo económico, sobretudo destinado às infraestruturas, de 1,2 biliões de dólares (1,01 biliões de euros, à taxa de conversão desta terça-feira).

Segundo a Bloomberg e o New York Times, esta medida irá conseguir angariar cerca de 28 mil milhões de dólares (23,56 mil milhões de euros), nos próximos dez anos.

Face a esta situação, a associação norte-americana de blockchain, publicou na passada sexta-feira, uma carta aberta, destinada ao Congresso, que pede que os representantes não aprovem “esta nova reforma fiscal”, já que a mesma vai prejudicar “em muito, o mercado das moedas digitais”.

“Os players do mercado não tem condições para reunir os requisitos exigidos por este diploma”, explica a missiva. “Esta medida é uma ameaça iminente à indústria cripto norte-americana”, acrescenta.

Para Kristin Smith, diretora executiva da associação, o projeto deste diploma foi “escrito à pressas”. Num comunicado enviado ao Business Insider, Jerry Brito, diretor executivo do think-tank Coin Center, considerou que esta proposta é “tão ampla e genérica” que “exige a determinadas organizações procedimentos que estas não conseguem cumprir.

Ler Mais


Comentários
Loading...