Já quase não há vermelho no mapa português da Covid-19. Veja como está

A situação pandémica portuguesa enfrenta atualmente um momento positivo, de descida dos indicadores mais preocupantes, nomeadamente incidência, mortalidade e taxa de positividade. Assim, há atualmente apenas três concelhos no risco máximo de contágio, que fazem com que o mapa da pandemia já não tenha quase vermelho nenhum (a cor de maior risco).

A Direção Geral da Saúde (DGS), divide os concelhos em sete níveis de incidência, consoante o número de casos e o risco de representam: Abaixo de 20,0; entre 20,0 e 59,9; entre 60,0 e 119,9; entre 120,0 e 239,9; entre 240,0 e 479,9; entre 480 e 959,9 e, por último, acima de 960.

O mapa é ilustrado por cores consoante o número de casos (vermelho no nível extremamente elevado, laranja no nível elevado e amarelo no moderado). Aqueles que não têm cor é porque têm uma incidência baixa, que não inspira maior preocupação.

No nível mais elevado (a vermelho) encontram-se atualmente apenas três municípios, uma descida substancial de 12 face aos 15 da semana passada, o que mostra uma clara tendência de desaceleração da pandemia. A laranja estão 12 e os restantes ou são amarelos ou não têm cor, o que é bastante positivo, uma vez que até há pouco tempo o mapa estava todo pintado a vermelho.

Nas tabelas é possível observar que o concelho com a taxa de incidência a 14 dias mais elevada atualmente é Manteigas, com 1.896 infeções a 14 dias. Segue-se Arronches com 1.1773 casos e Resende a registar 1.421 infeções.

No lado oposto, com incidência mais baixa estão 17, mais cinco do que na semana passada, tratam-se, na sua maioria, de municípios localizados na Região Autónoma dos Açores, nomeadamente Calheta, Lajes das Flores, Lajes do Pico e São Roque do Pico, todos com zero infeções a 14 dias. Aqui pode consultar a lista completa dos concelhos.

Portugal registou na segunda-feira 34 mortos relacionadas com a covid-19 e 394 novos casos de infeção com o novo coronavírus, o valor mais baixo de casos desde setembro, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde março de 2020, o nosso pais já registou 16.351 mortes associadas à covid-19 e 804.956 casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2.

Ler Mais

Artigos relacionados
Comentários
Loading...