Itália prestes a fechar acordo de 4,9 mil milhões de euros com Intel para construção de fábrica de chips

A Itália está prestes a finalizar um acordo de 5 mil milhões de dólares (4,92 mil milhões de euros) com a Intel para a construção de uma fábrica de chips no país. A gigante tecnológica quer reduzir a sua dependência das importações de chips asiáticos.

O Primeiro-Ministro italiano, Mario Draghi, está a trabalhar para ter um acordo até o final de agosto, antes de uma eleição nacional antecipada marcada para 25 de setembro, revelam fontes próximas do assunto à agência ‘Reuters’.

Anteriormente outras fontes tinham revelado que o Estado italiano poderá financiar até 50% do investimento total da Intel na Itália, que deve aumentar ao longo do tempo e dos 4,9 mil milhões de euros iniciais.

Apesar de a localização deste novo projeto ainda não ter sido decidida, pessoas próximas do assunto revelam que estão em cima da mesa as regiões do norte de Piemonte e Veneto. As regiões da Lombardia, Apúlia e Sicília também foram consideradas inicialmente.

De acordo com a ‘Reuters’, o governo italiano está também em negociações com a STMicroelectronics, as fabricantes de Taiwan MEMC Electronic Materials Inc e TSMC, e a israelita Tower Semiconductor, que a Intel comprou no início deste ano.

No início do ano a Comissão europeia disponibilizou 15 mil milhões de euros em investimentos públicos e privados adicionais até 2030 para projetos relacionados com semicondutores, para fazer face à escassez mundial que tem assolado o mercado. A estes soma-se os 30 mil milhões de investimentos públicos já planejados da NextGenerationEU, Horizon Europe e orçamentos nacionais.

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.