Covid-19: Infecção de jovens belgas só foi detectada após regresso ao país de origem, garante Graça Freitas

A directora geral da saúde, Graça Freitas, disse esta quarta-feira que a infecção de cerca de 67 jovens belgas depois de férias em Albufeira,  só foi detectada depois do regresso ao país de origem e não em Portugal. Para além disso os jovens «faziam parte de grupos que viajavam de forma organizada, partilhavam o mesmo alojamento», assegura.

«As autoridades de saúde regionais vão proceder a uma análise retrospectiva dos acontecimentos para tentar encontrar o primeiro caso deste surto, que até já pode ter vindo de algum jovem belga daquele grupo que se alojou em Albufeira e não ter tido origem em Portugal», afirma a responsável na habitual conferência de imprensa sobre a evolução da pandemia.

Graça Freitas sublinha ainda: «Não quer dizer que as pessoas que adoeceram em Portugal, dado o período de incubação da doença e dado que muitos têm doença assintomática, tenham contraído a partir de uma pessoa residente» no nosso país, afirma dizendo que «para já não sabemos» e é isso que as investigações vão apurar.

«Este tipo de investigação é sempre muito difícil sobretudo porque a maior parte dos infectados já não está no nosso país, implica contactos entre as autoridades mas não há nenhuma garantia que a infecção se tenha originado a partir de um residente em Portugal», frisa.

A directora geral da saúde revela ainda que os próprios organizadores desta viagem já admitiram que o grupo não cumpriu com as regras impostas, «que foram insistentemente preconizadas», quer pela organização, quer pelas autoridades de saúde nacionais.

Neste sentido a responsável apela a que as pessoas tenham «precauções» e cumpram todas as regras, para evitar situações como esta.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...