Indústria da carne põe em risco consumidores europeus, alertam inspetores

Os consumidores estão expostos a um «risco evitável» de doenças na sequência da falta de inspecções oficiais na indústria da carne de toda a União Europeia (UE), de acordo com inspectores do sector, citados pelo ‘The Guardian’.

A ‘European Working Community for Food Inspection and Consumer Protection’ (EWFC) (grupo europeu para a inspecção de carne e a protecção do consumidor), deixou o alerta para o facto de que várias pessoas no Reino Unido e na UE estão a consumir carne de animais «doentes», nomeadamente porcos com tuberculose.

Ron Spellman, secretário adjunto do EWFC, referiu ao jornal britânico que as inspecções devem garantir que nenhum animal com sinais de doença entre na cadeia alimentar, mas que houve uma degradação das regras de segurança na última década.

O responsável destacou as alterações nas inspecções de suínos pela Comissão Europeia em 2014, que deixaram de ser completas, passando a ser apenas visuais. «Os inspectores deixaram de cortar nódulos linfáticos na cabeça dos porcos, que são conhecidos por conter abcessos e lesões de tuberculose».

«Anteriormente a cabeça dos porcos era retirada, mas agora a carne é triturada para fazer salsichas e rolos de carne, espalhando o pus dos abcessos em todos esses produtos», afirma Spellmann acrescentando: «Não acho que se possa provar que é seguro alimentar pessoas com abcessos, pus e vestígios de tuberculose».

O EWFC está assim a pedir que os regulamentos de segurança alimentar nos matadouros sejam «reavaliados à luz da pandemia Covid-19».

Em resposta às queixas, a ‘Food Standards Agency’ (FSA) referiu que os regulamentos para a segurança alimentar foram desenvolvidos para evitar que a carne que possa estar doente ou contaminada chegue aos consumidores.

«Se a FSA tivesse conhecimento de qualquer violação desses regulamentos, seria tratada com muita seriedade e tomaríamos medidas imediatas», disse um porta-voz citado pelo ‘The Guardian’, adiantando que todas as cabeças de porco são inspeccionadas devidamente.

O porta-voz continuou: «A carne de animais saudáveis, preparada de acordo com os princípios de segurança, continua a ser segura para consumo. Embora várias espécies de animais tenham sido infectadas com SARS-CoV-2, essas infecções não são o factor causador da pandemia da Covid-19».

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...