Índice de Preços aumentou para 0,6% em abril de 2021

A variação homóloga do Índice de Preços no Consumidor (IPC) foi 0,6% em abril de 2021, taxa superior em 0,1 pontos percentuais à registada no mês anterior. O indicador de inflação subjacente (índice total excluindo produtos alimentares não transformados e energéticos) registou uma variação homóloga de 0,1%, taxa idêntica à registada em março, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE).

O indicador de inflação subjacente (IPC excluindo produtos alimentares não transformados e energéticos) registou uma variação homóloga de 0,1%, taxa idêntica à registada em março de 2021. O agregado relativo aos produtos energéticos apresentou uma taxa de variação de 8,1%, enquanto o índice referente aos produtos alimentares não transformados registou uma variação homóloga de -1,1%.

“Esta redução reflete essencialmente um efeito de base associado ao forte aumento dos preços dos produtos alimentares não transformados verificado em abril de 2020”, como explica o INE.

Face ao mês anterior, abril registou o aumento das taxas de variação homóloga das classes do vestuário e calçado, da habitação, água, eletricidade, gás e outros combustíveis e das bebidas alcoólicas e tabaco, com variações de 2,9%, 1,3% e 1,3%, respetivamente.

Em sentido oposto, o INE assinala a diminuição da taxa de variação homóloga da classe dos restaurantes e hotéis, dos bens alimentares e bebidas não alcoólicas e do lazer, recreação e cultura, com variações de -3,2%, -0,8% e -0,3%, respetivamente.

O Índice Harmonizado de Preços no Consumidor (IHPC) português registou uma variação homóloga de -0,1%, uma variação mensal de 0,5% e uma variação média dos últimos 12 meses de -0,2%.

Ler Mais


Comentários
Loading...