Ibersol vê contas de 2019 aprovadas em assembleia-geral

A Ibersol aprovou, esta segunda-feira, em assembleia-geral, entre outros pontos, as contas de 2019 e a proposta de aplicação de resultados, foi comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

“Foram aprovados o relatório de gestão e contas individuais e consolidadas da sociedade, e respetivos anexos, relativos ao exercício de 2019”, lê-se na informação remetida ao mercado.

Os acionistas da empresa, dona de marcas como a KFC, deram também “luz verde” à proposta de aplicação de resultados, que prevê que do montante global de 11.081.720,77 euros, 554.047 euros sejam transferidos para a reserva legal e 10.527.633,77 euros para as reservas livres.

Por outro lado, foi aprovada a atribuição de um voto de louvor e confiança aos órgãos de administração e fiscalização da empresa, bem como a proposta de compra e venda de ações próprias, até ao limite legal de 10%.

Adicionalmente, foram renovados os poderes dados à administração para que este órgão possa determinar, nos próximos cinco anos, o aumento do capital social da empresa, por uma ou mais vezes, até 100 milhões de euros, assim como foram aprovadas as declarações da comissão de vencimentos e do Conselho de Administração sobre a política de remunerações dos dirigentes.

A Ibersol registou 27,1 milhões de euros de lucro em 2019, uma subida de 8,2% face ao ano anterior.

No período em causa, o EBITDA (resultado antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da empresa cedeu 1,5%, em comparação com 2018, para 60,1 milhões de euros.

Além da KFC, a Ibersol detém, em Portugal, marcas como a Burger King, Pizza Hut, Pans & Company, Miit e Pasta Caffé.

Na sessão de hoje da bolsa, as ações da Ibersol subiram 0,38% para 5,22 euros.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...