pub

Hospitais de Hong Kong enfrentam “colapso” com aumento de casos

A chefe do executivo de Hong Kong, Carrie Lam, alertou que o sistema de saúde do território autónomo pode “colapsar” com o aumento de casos na região – e pediu aos cidadãos que ficassem em casa porque estão “perto de um surto comunitário de larga escala”.

Em comunicado divulgado esta terça-feira, Carrie Lam alertou que a cidade estava “à beira de um surto comunitário em larga escala, o que pode levar ao colapso do nosso sistema hospitalar e custar vidas, especialmente aos idosos”.

Assim, Lam pediu aos moradores que “sigam rigorosamente as medidas de distanciamento social e fiquem em casa sempre que possível”.

O apelo da governante aconteceu no dia em que Hong Kong registou mais 106 casos de coronavírus e 23 mortes. Um recorde de 145 casos foi registado na segunda-feira e o salto nos números deixou as autoridades em estado de alerta. á menos de um mês, o número médio diário de novos casos de covid-19 em Hong Kong era inferior a 10.

Enquanto Hong Kong teme o colapso dos hospitais, as medidas obrigatórias são reforçadas em larga escala. No início do mês, reuniões públicas de até 50 pessoas eram permitidas. Mas o número foi reduzido inicialmente para quatro e, agora, duas pessoas.

A partir de hoje, jantar em restaurantes é proibido e apenas duas pessoas de famílias diferentes podem reunir-se. Também é obrigatório que as máscaras de proteção sejam usadas em todos os ambientes públicos.

Desde o início da pandemia, Hong Kong já registou 2884 casos e 23 mortes, de acordo com os dados da universidade Johns Hopkins.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...