Grupo de 16 marroquinos chega ilegalmente de barco ao Algarve. SEF e PJ procuram 13 em fuga

Um grupo de 16 migrantes de origem marroquina terá desembarcado no Algarve na segunda-feira, tendo viajado numa lancha rápida com sete metros de comprimento, avança o ‘Correio da Manhã’ (CM).

Segundo a mesma publicação, a embarcação foi encontrada numa praia em Vila Real de Santo António, na manhã de ontem, contendo no seu interior alguns mantimentos, bem como combustível, com a Polícia Marítima a pensar, inicialmente, que estaria ligada a tráfico de droga.

No entanto, depois de o alerta ter sido dado também às restantes forças de segurança, Guarda Nacional Republicana (GNR), Polícia de Segurança Pública (PSP) e Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), percebeu-se que se tratava de uma embarcação com migrantes ilegais.

A PSP, adianta o jornal, conseguiu intercetar três dos migrantes em Vila Real de Santo António. Depois da detenção os indivíduos revelaram que faziam parte de um grupo com cerca de 16 pessoas, ou seja, ainda há 13 que se encontram em fuga.

Neste momento, o desembarque de migrantes ilegais está a ser investigado pelo SEF e pela PJ, com todas as autoridades a mobilizar esforços para tentar apanhar os restantes elementos do grupo, cujo paradeiro é para já desconhecido.



Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.