STHA desconvoca greve dos trabalhadores da Groundforce. Restantes sindicatos mantêm pré-aviso de greve.

O Sindicato dos Técnicos de Handling de Aeroportos (STHA) e o Governo chegaram esta quinta-feira a entendimento, com o compromisso de ser desconvocada a greve dos trabalhadores da Groundforce para os dias 31 de julho e 1 e 2 de agosto, segundo notícia avançada pelo Expresso.

No entanto a confiança neste compromisso do governo não é partilhada pelo Sindicato dos Trabalhadores dos Transportes de Portugal (STTAMP) e pelo Sindicato dos Trabalhadores dos Aeroportos Manutenção e Aviação (STAMA) que anunciaram esta quinta-feira que mantêm os pré-avisos de greve em vigor até que os pagamentos aos trabalhadores da Groundforce sejam concretizados.

Em comunicado, a STTAMP e STAMA referem que “manterão os avisos prévios de greve em vigor até à data em que os pagamentos forem efetivamente concretizados e na exata medida em que a proporcionalidade dos acontecimentos assim o exija”.

Este pré-aviso de greve contempla os dia 30 de julho, 1 e 2 de agosto. Depois do dia 2 de agosto, esta prolonga-se até ao “dia 31 de dezembro, uma hora à entrada e uma à saída do horário diário dentro de cada turno”, e “por tempo indeterminado, a toda e qualquer forma de trabalho suplementar ou prestado em dia feriado”.

Os termos da desconvocação por parte da STHA , explicam, são o “pagamento do subsídio de férias e das anuidades vencidas 2021, antes do processamento salarial de julho (dia 28), para todos os trabalhadores”, a “garantia efetiva, e já tornada pública pelo Governo, do pagamento pontual e integral do salário de julho”, bem como a “garantia efetiva, e já tornada pública pelo Governo, de que a situação acionista da Groundforce será resolvida muito em breve, ou pela venda das ações a um privado por parte do Montepio, ou por ação/intervenção do Estado Português e da TAP”.

O SITAVA – Sitava – Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos, também reagiu a esta medida dizendo que “a empresa vai iniciar nova vida, que se deseja longa, estável, próspera e mais amiga dos trabalhadores”.

Relembre-se que os trabalhadores da Groundforce cumpriram dois dias de greve no fim de semana passado, convocada pelo STHA, como protesto pela “situação de instabilidade insustentável, no que concerne ao pagamento pontual dos salários e outras componentes pecuniárias” que os trabalhadores da Groundforce enfrentam desde fevereiro de 2021. Esta paralisação levou ao cancelamento de voos, sobretudo no aeroporto de Lisboa.

 

Ler Mais


Comentários
Loading...