pub

Greenwashing’ não regulamentado? O mundo está de olhos postos no desenrolar dos investimentos ESG

É cada vez mais uma tendência investir de forma sustentável mas os especialistas alertam que a transparência é necessária neste espaço para realmente fazer bem ao planeta.

A sigla ESG (ambiental, social e governança corporativa) descreve os investimentos feitos com o objetivo de contribuir para um melhor ambiente, sociedade ou local de trabalho, opções para um número crescente de investidores.

A parcela de investidores globais que aplicaram os critérios ESG a pelo menos um quarto de seus investimentos totais saltou de 48% em 2017 para 75% em 2019, segundo dados da consultora Deloitte.

Só nos Estados Unidos, os investidores profissionais podem ter 50% de seus investimentos totais em ativos ESG nos próximos cinco anos.

“Há uma compreensão cada vez maior da sociedade de que precisamos de nos preocupar com o clima, com as condições sociais dos trabalhadores”, disse Zacharias Sautner, professor de finanças da Escola de Finanças e Gestão de Frankfurt, à ‘CNBC’, acrescentando que esta está a refletir-se na forma como os investimentos são feitos.

A pandemia do novo coronavírus veio elucidar, ainda mais, sobre a forma como os investidores alocam o seu dinheiro e como as operações das empresas influenciam as nossas sociedades. Por exemplo, várias multinacionais anunciaram nos últimos meses novas medidas para garantir um local de trabalho mais igualitário.

Mas há dúvidas se o ESG é realmente eficaz para melhorar e apoiar as comunidades.

“Assistimos a uma explosão do número de, por exemplo, fornecedores de classificação e pontuação ESG e essa é uma área que não é regulamentada e é difícil entender as diferentes pontuações e classificações se não houver clareza no metodologia subjacente “, disse à ‘CNBC’ Alessandro d’Eri, membro da ESMA, órgão de controlo financeiro europeu.

O responsável acrescentou ainda que há que ter em conta uma outra questão vital, que se prende com “a incompatibilidade entre as expectativas dos investidores em querer, mais e mais, investir no tipo de produtos ESG e a disponibilidade real de produtos que são verdadeiramente compatíveis com ESG ou sustentáveis”.

Este é o maior desafio para o investimento sustentável: não há critérios claros sobre o que torna uma empresa “investível” em ESG.

“Quando se pensa sobre a composição dos fundos ESG, importa antes de tudo lembrar que ainda devem ser um fundo investido para obter um retorno para o portefólio. E assim podem inclinar com base em grupos da indústria, com base em visões do setor e que pode ou não estar relacionados com uma visão ESG “, disse Sheila Patel, presidente da Goldman Sachs Asset Management, à ‘CNBC’.

O maior fundo ESG do mundo por ativos, de acordo com dados do Refinitiv de setembro, é o MFS Value Fund. Tinha 2,45% da sua carteira total alocada a empresas de exploração de petróleo em julho deste ano. Dez anos antes, 11,66% do seu fundo total era investido nessas petrolíferas.

O quarto maior fundo ESG em ativos, Parnassus, tinha 17,26% das ações de empresas como a Apple, Alphabet e Amazon .

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...