Governo quer salário mínimo de 705 euros em 2022

O Governo admite um aumento de cerca de 6% no salário mínimo nacional em 2022, o equivalente a cerca de 40 euros, passando o valor dos atuais 665 euros para 705 euros. O acréscimo será igual tanto para o privado como para a função pública, avança hoje o Dinheiro Vivo.

O objetivo é chegar aos 750 euros mensais em 2023, como consta do Programa do Governo. “Aprofundar a trajetória plurianual de atualização real do salário mínimo nacional, de forma faseada, previsível e sustentada, evoluindo em cada ano em função da dinâmica do emprego e do crescimento económico, com o objetivo de atingir os 750 euros em 2023”, lê-se no documento.

Para chegar ao fim da legislatura com o salário mínimo neste patamar, as Finanças assumem um aumento de 6% ao ano. De acordo com fonte oficial do Ministério das Finanças, ouvida pela Dinheiro Vivo, prevê-se “um aumento de cerca de 6% da própria remuneração mínima mensal garantida (RMMG) em cada ano”, atingindo “os 750 euros/mês até 2023.”

Tendo em conta estes valores, o salário mínimo terá um aumento de 49% face a 2015 quando o PS assumiu a liderança do Governo com o apoio do Bloco de Esquerda e do PCP”.

Quanto ao impacto da subida do salário mínimo, o Governo prevê uma despesa adicional de 72 milhões de euros no próximo ano, o que será um montante suficiente para subir a retribuição de 103.896 funcionários públicos que ganhem o salário mínimo.

A estimativa é que um universo de mais de 800 mil pessoas, cerca de um quinto dos trabalhadores por conta de outrem, receba o salário mínimo.

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.