Governo espanhol pondera implementar “passes” entre os 40 e 400 euros para utilizadores de autoestradas

O governo espanhol pondera aplicar uma taxa periódica de forma a compensar a utilização das autoestradas no país.

Caso seja aprovada, a medida seria implementada em 2023. Segundo uma fonte do grupo de trabalho do Ministério dos Transportes, contactada pelo diário ‘El Economista’, a taxa estará em vigor durante dois anos, dando lugar, a partir de 2025 à imposição de um plano nacional de portagens.

O montante varia entre os 85 dólares para veículos ligeiros, 43 dólares para motas e 435 para  pesados.

O Executivo de Pedro Sánchez está empenhado em respeitar o princípio do poluidor-pagador, um esforço inscrito no Plano de Recuperação e Resiliência espanhol, como contrapartida das tranches recebidas por Bruxelas.

Com este plano, o Executivo seria capaz de estabelecer um sistema de pagamento por uso em estradas de alta capacidade rapidamente e com custos reduzidos – já que não necessita de grande dependência tecnológica, como as portagens, ainda que as mesmas tenham de ser construídas a longo prazo, como está estabelecido no pacto internacional.

Esta taxa vai permitir ao Governo arrecadar ente 1.500 e 1.600 milhões de euros, um montante que pode aliviar o défice de 8.000 milhões.

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.