Gás pode ser racionado na Europa. AIE alerta para possível “paralisação completa das exportações russas”

A Agência Internacional de Energia (AIE) teme que a Europa se veja forçada a um racionamento de gás natural depois de uma possível fecho total das exportações da Rússia.

“A Europa deve estar preparada para uma paralisação completa das exportações russas de gás”, disse Fatih Birol, Diretor da Agência Internacional de Energia, em entrevista ao ‘Financial Times’, acrescentando que a Rússia vai utilizar a energia para ganhar influência no meio da invasão à Ucrânia.

A agência não descarta a possibilidade de que haja um racionamento da oferta de gás que possa vir a afetar o preenchimento de stocks para o próximo inverno. “Quanto mais nos aproximamos do inverno, mais entendemos as intenções da Rússia”, acrescentou.

A AIE recomenda que os países mantenham as fábricas de produção nuclear e que aumentem o uso de carvão para reduzir a dependência de gás russo. No entanto, Birol diz que esta é uma solução “temporária” que pode ajudar a preservar o abastecimento de gás para aquecimento no inverno.

O Diretor da AIE alertou ainda que as medidas tomadas pelos governos europeus não foram ainda suficientes para uma eventualidade de as exportações russas forem completamente cortadas, e disse que os países devem fazer todos os possíveis para preservarem os seus stocks e preenche-los antes do inverno.



Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.