Galp e Repsol lançam desafio a empresários e centros de investigação para captura e utilização de CO2 em Sines

A Galp e a Repsol lançaram um desafio a empresários, novas empresas e centros de investigação e inovação para desenvolver soluções inovadoras para a Captura e Utilização de Carbono (CCU) e para tecnologias de Remoção de Dióxido de Carbono (CDR), com potencial para serem aplicadas nas suas instalações industriais em Sines.

As empresas abrem assim um concurso até dia 11 de novembro, sendo que o vencedor receberá um prémio de 50.000 euros, que pode ser apoiado através de bolsas de investigação académica e outros financiamentos.

Para as empresas, a captura e utilização de CO2 terão um papel fundamental na transição para um sistema energético mais sustentável, e permitirão abrir “novas alternativas na geração e consumo de energia, e criando novos produtos a partir de resíduos, tais como biocombustíveis ou combustíveis sintéticos a partir de CO2 capturado e hidrogénio renovável”, explicam em comunicado.

A Galp e a Repsol explicam que as tecnologias CCU permitem a conversão de CO2 em produtos químico, mineralização de CO2, combinação da utilização de CO2 e H2 e a criação de produtos inovadores a partir de CO2 (proteínas, e-combustíveis, entre outros). Já as tecnologias CDR incluem a melhoria da captura direta de ar, tecnologias de carbono azul (captura oceânica) e utilização de biomassa e sequestro de solo (BECCS, biochar, entre outros).




loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.