França bane aquecedores nas esplanadas. São «aberração ecológica»

Mantas nas esplanadas poderá ser um cenário cada vez mais comum em França. O país liderado por Emmanuel Macron decidiu banir os aquecedores exteriores dos cafés e bares, com a ministria da Ecologia a descrever este tipo de equipamentos como uma «aberração ecológica».

Citada pela BBC, Barbara Pompili afirma que os aquecedores e o ar condicionado utilizado nos espaços de rua destes estabelecimentos constituem um problema ambiental. Ainda assim, a medida só entrará em vigor depois do próximo Inverno para que os restaurantes não tenham mais um obstáculo no caminho à medida que tentam recuperar do impacto da pandemia de COVID-19.

Quanto aos bares, restaurantes e cafés que têm aquecedores ou ar condicionado no seu interior, serão obrigados a manter as portas fechadas para evitar que o calor se perca. Eficiência energética (e de custos) é o que o governo francês exige.

No que ao Verão diz respeito, a ministra indica que é errado os estabelecimentos manterem as portas abertas, mesmo quando têm o ar condicionado ligado, só para que os clientes não tenham de empurrar ou puxar. Quanto ao Inverno, as esplanadas também não devem ser aquecidas «para que as pessoas possam sentir-se quentes quando bebem café».

Dados mostram que mais de 75% dos restaurantes e cafés só na área de Paris tem um espaço exterior aquecido. Algumas cidades francesas já baniram estes equipamentos, mas a presidente da Câmara da capital recusou-se a seguir os mesmos passos. Agora, também terá de o fazer.

pub

Comentários
Loading...