Fortuna dos “Super-ricos” encolhe pela primeira vez em três anos

A fortuna dos multimilionários caiu pela primeira vez em três anos, diz a Bloomberg. Os “super-ricos” perderam 388 mil milhões de dólares dos seus patrimónios líquidos globais.

Os asiáticos foram os mais atingidos, com a desaceleração do crescimento na China e o aumento das taxas de juro nos EUA, resultando numa queda de 8% na riqueza entre as pessoas mais ricas do continente, de acordo com o Relatório Multimilionários da UBS/PwC divulgado esta sexta-feira pela Bloomberg. Aqueles que nos EUA se saíram melhor, alimentados por multimilionários da tecnologia, totalizavam 89 no final de 2018, acima dos 70 do ano anterior.

O boom multimilionário “passou por uma correção natural”, disse Josef Stadler, director da área de patrimónios líquidos ultra-elevados da UBS Global Wealth Management. “O dólar mais forte, combinado com uma maior incerteza sobre os mercados de acções num ambiente geopolítico difícil”, foram os principais factores.

A riqueza excessiva é uma questão cada vez mais controversa em todo o mundo, com alguns candidatos à presidência dos EUA tornando-a central nas suas campanhas. A senadora Elizabeth Warren, democrata de Massachusetts, propôs um imposto sobre a riqueza de 6% sobre activos acima de mil milhões de dólares, enquanto a senadora de Vermont Bernie Sanders disse que os multimilionários não deveriam existir. Além de Washington, protestos de Hong Kong buscam um acerto de contas para os ricos, citando décadas de desigualdade como causa de frustração.

Os mercados de acções recuperaram desde 2018, com o MSCI All-Country World Index até 20% até agora em 2019. E mesmo com a queda do ano passado, a riqueza dos multimilionários aumentou quase 35% – ou 2,2 biliões de dólares – desde 2013, segundo o relatório.

“Vimos que estas pessoas podem ser bem-sucedidas e promover mudanças, independentemente de quem tenha um papel de liderança no cenário político”, disse John Mathews, que supervisiona a riqueza privada e os negócios de patrimónios líquidos ultra-elevados do UBS Group AG.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Nescafé Dolce Gusto abre casa pop-up só para amantes de café
Automonitor
SEAT Mii electric quase a chegar