pub

Fiscalizar uma app? “Há ideias e ideias” para combater a pandemia… esta “é estapafúrdia”, frisam agentes

Os polícias, destacados pelo Governo para garantir o cumprimento do uso obrigatório da app StayAway Covid (caso seja aprovado), deixaram esta sexta-feira o aviso de que não são especialistas em tecnologias, não sabendo de que forma podem fiscalizar a medida, avança a ‘TSF’.

Armando Ferreira, presidente do Sindicato Nacional da Polícia (SINAPOL) alerta que para além de não serem técnicos de telemóveis, nem perceberem se os portugueses instalaram a aplicação, ou se estão efetivamente a fazer uso dela, existem outros problemas associados.

«Se um cidadão nos diz que tem telemóvel mas já não tem espaço de memória para instalar a aplicação ou que não tem internet ou que o telemóvel não tem capacidade para a Stayaway Covid… Nesse caso fazemos o quê? Transformamos os polícias em técnicos de telemóveis? Exigimos que o cidadão nos dê o código do telemóvel?», questiona  citado pela ‘TSF’

O responsável continua dizendo: «Se a pessoa não tem telemóvel, vamos revistá-la? Os polícias só fazem revistas, por norma, quando se pensa que pode existir algo que leva à prática de um crime, quando podem existir objetos ilegais», refere à mesma publicação.

Já o presidente da Associação dos Profissionais da Guarda tem preocupações semelhantes às dos ‘colegas’ da PSP e deixa o alerta: “Vamos ter conflitos e quem fez este projeto de lei não tem conhecimento algum daquilo que se passa no terreno”, admite César Nogueira, em declarações à RTP.

“Há ideias e ideias” para combater a pandemia, e “esta é uma ideia estapafúrdia”, confessa o responsável.

“Uma função acrescida e inglória”, diz o responsável da associação. “Há tanta coisa que não foi tida em conta ou não foi explicada”, refere César Nogueira.

Recorde-se que o Governo enviou à Assembleia da República uma proposta para tonar obrigatório o uso da aplicação de rastreio. Para além disso, segundo o primeiro-ministro, António Costa, haverá um reforço das forças policiais para garantir a fiscalização e o cumprimento da medida caso seja efetivada.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...