FEI e Millenniun Bcp apoiam PME em Portugal prejudicadas pela Covid-19 com 1.200 milhões

O Fundo Europeu de Investimento (FEI) e o Millennium bcp vão apoiar as PME portuguesas com um financiamento de cerca de 1,2 mil milhões de euros para mitigar os efeitos da crise pandémica de covid-19, foi hoje divulgado.

Nesse sentido, foram hoje assinados dois contratos entre o FEI e o Millennium bcp ao abrigo do Fundo de Garantia Pan-Europeu (EGF), uma linha de financiamento com garantia “uncapped” até 527 milhões de euros e outro com garantia “capped” até 650 milhões de euros, refere o Millennium bcp em comunicado.

O EGF está operacional desde outubro e foi aprovado pelo Conselho Europeu como parte integrante de um pacote de medidas de resposta da União Europeia (UE) ao impacto económico causado pela covid-19.

Assim, o EGF está focado em apoiar as empresas afetadas pela pandemia, sobretudo as de pequena e média dimensão.

Com a intervenção do EGF, o Millennium bcp vai poder conceder crédito às PME em condições preferenciais, assegurando que as empresas em Portugal tenham acesso a linhas de crédito suficientes, para mitigar os impactos da crise pandémica da covid-19.

Além disso, estas linhas de crédito vão permitir às empresas manter os respetivos planos de crescimento e desenvolvimento a médio e longo prazo, lê-se no comunicado.

Assumindo até 70% do risco dos financiamentos concedidos pelo Millennium bcp às PME através do EGF, o FEI vai promover a concessão de financiamento novo, explica o banco português.

O presidente executivo do FEI, Alain Godard, garantiu que estão “muito satisfeitos” com a parceria com o Millennium bcp, para apoiar as pequenas e médias empresas em Portugal, as quais foram “as mais afetadas” pelas dificuldades económicas causadas pela pandemia de covid-19.

“Estou orgulhoso por ver que o EGF está a provar ser um instrumento pan-europeu forte, através do qual podemos apoiar a Europa a recuperar do terrível impacto da covid-19”, concluiu.

Ler Mais

Artigos relacionados
Comentários
Loading...