Fabricante de cigarros britânico vai despedir 2300 trabalhadores

Um dia depois do presidente norte-americano, Donald Trump, ter anunciado que retirará do mercado o tabaco vaporizado com sabor, a British American Tobacco revelou que vai eliminar 2300 postos de trabalho, ou 4% do total.

A medida surge numa altura em que o grupo tabaqueiro enfrenta desafios relacionados com a mudança de hábitos e preocupações sobre os impactos na saúde do tabaco vaporizado.

O CEO Jack Bowles, que assumiu as rédeas do grupo em Abril, prometeu na altura “emagrecer” a BAT. De acordo com a agência Reuters, o grupo foi lento a reagir à adesão ao tabaco vaporizado nos EUA, um mercado que gera quase 45% dos seus lucros anuais.

Já em Junho, o CEO revelou que iria investir mais em novas categorias do negócio e consolidá-las em três marcas principais devido ao declínio das vendas dos cigarros tradicionais.

Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
178 restaurantes juntam-se à Rota de Tapas Estrella Damm
Automonitor
As melhores imagens da 2ª Conferência AUTOMONITOR