Excedente no comércio externo na Zona Euro desce para 20,7 mil milhões

A zona euro registou em julho um excedente de 20,7 mil milhões de euros no saldo do comércio externo de bens, face ao de 26,8 mil milhões de euros do mês homólogo de 2020, segundo o Eurostat.

De acordo com o gabinete estatístico europeu, que divulgou o seu mais recente relatório esta quinta-feira, as exportações de bens da zona euro para o resto do mundo aumentaram 11,4% para os 206 mil milhões de euros em julho, na comparação homóloga – em julho de 2020 registou 184,9 mil milhões de euros.

As importações de bens chegaram, na zona euro, aos 185,3 mil milhões de euros, uma subida homóloga de 17,1%.

A União Europeia (UE), por seu lado, registou um excedente de 15,7 mil milhões de euros na balança comercial externa de bens, um valor que ficou aquém dos 25,1 mil milhões registados no mesmo mês do ano anterior.

As exportações de bens da UE para o resto do mundo fixaram-se nos 186,1 mil milhões de euros, mais 10,3% do que em julho de 2020 (168,7 mil milhões de euros), e as importações cresceram 18,7%, para os 170,4 mil milhões de euros, em relação a julho de 2020 (143,6 mil milhões de euros).

Por outro lado, as trocas comerciais entre os 19 países do euro totalizaram, em julho, os 179,7 mil milhões de euros, uma subida homóloga de 16,8%.

Na UE, o comércio de mercadorias entre Estados-membros progrediu para os 277,7 mil milhões de euros, mais 15,8% do que em julho de 2020.

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.