Estas quatro criptomoedas vão disparar em agosto, defendem especialistas

O mês de agosto será um período “muito interessante” para as criptomoedas em geral, de acordo com Aaron Arnold do Altcoin Daily. No entanto, para o especialista, há quatro tokens que vão “explodir” durante este período:  BitcoinEthereumUniswapElrond e Chainlink.

De acordo com o analista, à medida que o Bitcoin e o Ethereum continuarem em alta, o mercado de altcoins também será beneficiado.

“Bitcoin sobe, sem dúvida, para os 45.000 dólares”

Aaron Arnold acredita que a quebra de 50% sofrida pela Bitcoin desde fevereiro, consiste, numa “crise de consolidação”. “A Bitcoin está a fazer o seu caminho”, defende.

Para o analista a subida de algumas stablecoins nas últimas semanas, como o Tether, é uma premissa do crescimento da Bitcoin. “Foi o que aconteceu no passado, basta as stablecoins subirem, que a Bitcoin também irá aumentar o seu valor”, argumenta.

Outras análises da plataforma de especialidade, Investing, chegam mesmo apontar para que a criptomoeda possa chegar aos 45.000 dólares “sem dúvida” (37.910 euros), se tal acontecesse este seria um crescimento de 13%, face ao preço atual de 32 866,36 euros.

A Bitcoin já sofreu uma queda superior a 50% desde o início do ano, 36% só no mês de maio, o maior “trambolhão” mensal registado pelo token, desde 2011.

Esta queda foi patrocinada pelo “empurrão” do CEO da Tesla que depois de em março ter anunciado que a gigante automóvel aceitaria a Bitcoin, como forma de pagamento, voltou atrás com a decisão, “por razões ecológicas”.

Este movimento negativo, teve ainda a assistência das autoridades chinesas que apertaram o cerco às empresas de mineração e negociação de criptomoedas na China – responsável por cerca de 65% da mineração mundial da Bitcoin – uma resposta clara ao apelo do vice primeiro-ministro, Liu He, lançado na semana passada, durante o qual o número dois de Pequim pediu “uma atitude de repressão contra a especulação e negociação da Bitcoin”.

Ethereum sobe para os 2.800 dólares

Arnold manifesta ainda o seu otimismo, relativamente à segunda criptomoeda mais cotada do mundo, a Ethereum. Um dos motivos por detrás desse otimismo é o fato de que o fornecimento de ETH em exchanges ter caído de 30 milhões para 20 milhões.

Além disso, o analista também destacou duas notícias das últimas semanas, que podem impulsionar o preço da Ethereum. A primeira é que a rede ultrapassou os 200.000 validadores e os 12,6 mil milhões de euros em “travados” no ETH 2.0.

A segunda diz respeito ao lançamento de NFTs da Coca-Cola, na plataforma em Ethereum, OpenSea. De acordo com a Investing, o dinheiro angariado com esta ação será doado à caridade.

Segundo a plataforma, a Ethereum pode tocar nos 2.800 dólares (2.360 euros) ,até ao final de agosto.

Na última semana, a segunda moeda digital mais cotada do mundo, registou uma subida de 16% para os 1972,02 euros, segundo a CoinCap.

Uniswap no caminho para duplicar o preço

Em terceiro lugar, Arnold destacou a Uniswap (UNI) como a altcoin, uma moeda criada a partir de uma plataforma de outra. Para o especialista é possível que o valor atual duplique até ao final de agosto. O analista justifica a sua decisão, no facto de a moeda já ter mais de 2,5 milhões de utilizadores,  o que corresponde a mais de 80% de todos os utilizadores de DeFi.

Além disso, a UNI alcançou uma participação de mercado de 63,8%.

Neste momento, o token está ser negociado nos 16, 40 euros, conforme a informação fornecida pela CoinCap. Arnold espera que, até ao final de agosto, a criptomoeda bata nos 33,71 euros.

Elrond 

Em quarto lugar está a Erlond (EGLD), que está quase a lançar a exchange descentralizada (DEX) Maiar. Conforme destacou o analista, este será um dos maiores lançamentos no ecossistema Elrond.

Neste momento, um EGLD está a custar 72, 07 euros, tendo contabilizado, na última semana, uma subida de 11,5% , no preço, segundo os gráficos da CoinCap.

Ler Mais


Comentários
Loading...