Estado obrigado a injetar mais mil milhões de euros na TAP

A TAP vai ter de receber uma nova injeção de capital por parte do Estado no valor de mil milhões de euros em 2021, avança a ‘SIC Notícias’, que cita uma fonte do Governo, que confirma que a companhia aérea vai continuar a ser ajudada não só em 2021 mas também em 2022 e 2023.

Recorde-se que de acordo com o que ficou decidido no Orçamento de Estado para 2021, a TAP apenas teria direito a uma verba de 500 milhões, no entanto os 1,2 milhões recebidos até ao momento não são suficientes, sendo necessários pelo menos mais mil milhões, adianta a cadeia televisiva.

Segundo a fonte citada pela ‘SIC’, estas são atualmente as linhas gerais do plano de restruturação da empresa, que apenas deve conseguir algum equilíbrio novamente em 2024.  «Ou a TAP é rapidamente submetida a uma reestruturação agressiva, ou não tem qualquer hipótese de salvação», afirma a mesma fonte.

Para além disto, está também prevista no mesmo plano uma redução da massa salarial em cerca de 25%, o que implica, segundo a SIC’, o despedimento de três mil funcionários, bem como a não renovação e consequente saída de outros 1.600 contratos de trabalho.

Mas as medidas não ficam por aqui. Outra das decisões para minorar a crise financeira em que a TAP se encontra passa ainda por reduzir os salários aos trabalhadores, revela a estação de televisão, «o que é possível por lei se a empresa apresentar a declaração de situação económica difícil», adianta.


Comentários
Loading...