Espanha pode ter mais vacinas contra a covid-19 do que precisa. A confirmar-se vai ajudar países vizinhos

A ministra espanhola dos Negócios Estrangeiros, União Europeia e Cooperação, Arancha González Laya, disse esta sexta-feira que Espanha tem “provavelmente mais vacinas do que precisa” para distribuir pela sua população e que, por isso, pode atribuir uma quantia a outros países, “começando pelos vizinhos que mais precisam”.

O anúncio foi dado numa conferência de imprensa no V Fórum Regional da União para o Mediterrâneo, citada pela EuropaPress, em resposta a uma questão sobre os esforços globais para garantir o acesso a uma vacina.

Neste sentido, González Laya destacou que Espanha tem trabalhando há meses para tornar a vacina acessível não só aos espanhóis, mas também para partilhar recursos e esforços com outros países.

Outra forma de isso acontecer é através do programa Covax, a que a União Europeia pertence, que tem como objetivo garantir o acesso equitativo às vacinas e tratamentos contra a covid-19 a preços acessíveis para os vários países que integram o mecanismo.

O Governo espanhol dividiu a população em 15 grupos para ser vacinada em três fases até ao verão de 2021, começando em janeiro com residentes e o pessoal sanitário e auxiliar dos lares para a terceira idade.

O ministro da Saúde, Salvador Illa, reiterou que a vacina em Espanha será voluntária e, por enquanto, não considerou necessária a vacinação de pessoas que se dedicam a atividades específicas.

O número de contágios em Espanha está a decrescer, mas o país foi até agora um dos mais atingidos pela pandemia.

Ler Mais

Comentários
Loading...