Espanha obriga mais de 500 empresas a pagar 7 mil milhões anuais pelas energias renováveis

Iberdrola, Endesa, Repsol, Cepsa e Naturgy são apenas algumas das mais de 500 empresas obrigadas a assegurar um fundo anual de sete mil milhões de euros que visa o reforço das energias renováveis em Espanha. As novas regras entram em vigor na companhia e uma lei que, de acordo com o jornal Expansión, irá revolucionar o mercado eléctrico.

O objectivo é garantir que a factura da luz dos consumidores não dispara para garantir o crescimento das energias renováveis. Em vez dos cidadãos, serão as empresas a assumir o investimento. O novo fundo, designado Fondo Nacional para la Sostenibilidad del Sistema Eléctrico (FNSSE), poderá até resultar numa descida de 13% no valor gasto mensalmente pelas famílias, no prazo de cinco anos.

O El Economista adianta ainda que haverá excepções e compensações para os sectores com menor capacidade de adaptação e resposta ao novo sistema. A mesma publicação refere que as petrolíferas deverão ser as mais prejudicadas, cabendo 20% do total do valor à Repsol, por exemplo.

A Endesa, por seu turno, deverá ter de garantir 13% dos sete mil milhões, ao passo que à Naturgy caberá 12,5%. A Cepsa será responsável por 11,5%, a Iberdrola por 8%, a BP por 6,5% e a portuguesa Galp por 4,5%. O montante restante deverá ser repartido por centenas de empresas.


Comentários
Loading...