Espanha confirma terceiro caso de coronavírus na Península Ibérica (em menos de 24 horas)

Esta terça-feira foram confirmados cinco novos casos de coronavírus em Espanha: três no continente – Madrid, Catalunha e Valência – e dois em Tenerife, escreve o ‘El Mundo’. No total, o país vizinho conta com sete casos, sendo que os outros dois – um britânico e um alemão que estavam de férias nas ilhas Baleares e Canárias, respetivamente – já tiveram alta.

O primeiro caso confirmado em Madrid, foi o de um homem de 24 anos que regressou de uma viagem a Itália, foi levado para o Hospital Carlos III, onde as análises confirmaram a infeção pelo Covid-19. De acordo com fontes hospitalares, o paciente encontra-se “em boa forma”.

 

Na cidade espanhola de Castellón, localizada na Comunidade Valenciana, um homem que se tinha deslocado a um hospital com sintomas de gripe, foi o sexto infetado – e o primeiro naquela região – pelo coronavírus.

O governo regional da Catalunha também confirmou esta tarde o primeiro caso na comunidade autónoma. Neste caso, as análises deram positivo em relação a uma mulher italiana de 36 anos residente em Barcelona e regressada recentemente do norte de Itália, onde se concentra atualmente o maior surto de coronavírus na Europa, segundo os media espanhóis.

O secretário de saúde pública do executivo catalão, Joan Guix, explicou que a paciente estava na área de Bergamo e Milão entre os dias 12 e 22 de fevereiro e que agora está internada no Hospital Clínic de Barcelona. “A sua situação é leve, com sintomatologia semelhante à da gripe, mas ela está bem”, disse Guix.

Isto tudo no mesmo dia em que cerca de mil turistas ficaram retidos num hotel em Adeje, no sul de Tenerife, depois de se saber que um turista italiano hospedado naquele estabelecimento foi hospitalizado, após teste positivo. Entretanto, a mulher do italiano infetado também deu positivo.

 

Ler Mais
Artigos relacionados

Exclusivo MIT - Massachusetts Institute of Technology

Dormir. Factor determinante no desempenho profissional?

Pesquisas mostram que a falta de sono tem várias consequências que podem afectar negativamente o desempenho profissional. Então por que razão tantos locais de trabalho modernos condenam práticas que não ajudam a bons horários de sono?
Comentários
Loading...

Multipublicações