Endividamento da economia subiu para 757,5 mil milhões de euros em maio

O endividamento do setor não financeiro situou-se em 757,5 mil milhões de euros em maio deste ano, sendo que 346,4 mil milhões de euros dizem respeito ao setor público e 411,1 mil milhões de euros ao setor privado, de acordo com o Banco de Portugal.

“Esta subida deveu-se aos aumentos de 2,5 mil milhões de euros do endividamento do setor público e de 1,5 mil milhões de euros do endividamento do setor privado”, explica a instituição na nota de informação estatística emitida hoje na sua página oficial.

Em relação a abril deste ano, o endividamento do setor não financeiro aumentou 4,0 mil milhões de euros.

De acordo com o BdP, a subida do endividamento do setor público deveu-se aos acréscimos registados no endividamento junto do setor financeiro (1,5 mil milhões de euros) e no endividamento perante o exterior (0,8 mil milhões de euros).

Quanto ao endividamento das empresas privadas, registou-me uma subida de 1,0 mil milhões de euros, evolução explicada principalmente pelo financiamento obtido junto do exterior (0,7 mil milhões de euros). O endividamento dos particulares aumentou 0,4 mil milhões de euros, refletindo o financiamento obtido junto do setor financeiro.

O BdP anunciou ainda que, em maio de 2021, a taxa de variação anual (tva) do endividamento total das empresas privadas foi de 1,8%, menos 1,0 pontos percentuais (pp) do que o verificado no mês anterior.

Ler Mais


Comentários
Loading...