Empresas com mais de 150 trabalhadores vão ter de pagar testes. CIP fala em “quebra de confiança”

Para Armindo Monteiro, o facto de ser obrigatório para as empresas com mais de 150 trabalhadores terem de pagar os testes é a constatação “da criatividade económica do nosso país”, lembrando que noutros países não é assim e “que muitas vezes estes testes são gratuitos”.

“As empresas precisam de trabalhar. Se é preciso gastar nos testes, os empresários vão pagar. Esta tempestade vai passar, queremos uma empresa forte ou fraca? Estas decisões emergências acabam por acelerar processos históricos” e por influenciar “a forma como as empresas vão sair deste procedimento, acrescenta.

“Esperamos que haja uma inversão. Com estas medidas as empresas vão sair mais frágeis”, acrescenta o vice-presidente da Confederação Empresarial Portuguesa.

“Qual é a prática por esse mundo fora, na UE? As condições deviam ser uniformes para todo o mercado único”, e portanto gratuitas, defende o responsável.



Comentários
Loading...