Empresas americanas investem milhões na robotização das linhas de produção

As empresas norte-americanas viram-se obrigadas a investir na robotização e automação industrial durante a pandemia, de forma responder ao aumento da procura de determinados produtos, de acordo com a Reuters.

Os dados foram tornados públicos pela Associação pelo Avanço da Automação, que revelou que as empresas encomendaram 9.098 robôs no primeiro trimestre do ano, um número correspondente a mais 19,6% em relação ao período homólogo do ano passado, num investimento que ascende a 466 milhões de dólares.

De acordo com o organismo, pela primeira vez, no ano passado, a maior parte dos robôs encomendados por empresas na América do Norte não se destinavam a fábricas de automóveis ou fornecedores de peças.

A tecnologia em questão estava, até há pouco tempo, concentrada na indústria automóvel, estando agora a crescer nas áreas do comércio eletrónico, fábricas de processamento de alimentos, entre outros.

Segundo informação apurada pela mesma associação, o crescimento mais evidente no último trimestre foi da parte de produtores de metais, cujas encomendas aumentaram 86%.

Quanto às encomendas feitas às empresas de ciências da vida, farmacêuticas e biomédicas, registou-se um aumento de 72%, tendo sido de 32% nas empresas de bens de consumo

Nas palavras de Jeff Burnstein, presidente da Associação para o Avanço da Automação, “a economia forte ajuda obviamente” ao investimento.

“Dá às empresas a confiança para investir em mais coisas – incluindo em mais automação”, defendeu o mesmo responsável.

Ler Mais


Comentários
Loading...