Empresa de Warren Buffet derruba JPMorgan e fica em primeiro lugar nas maiores empresas dos EUA

2022 registou um começo atribulado: ainda em recuperação da pandemia, viu iniciar uma guerra no final de fevereiro que aumentou a volatilidade e os problemas nas cadeias de fornecimento. Apesar disso, as empresas norte-americanas continuaram a crescer, principalmente a Berkshire Hathaway.

Segundo o vigésimo ranking anual da Forbes Global 2000, que analista o valor de mercado, vendas, lucros e ativos registados durante 12 meses até dia 22 de abril, mostrou que a empresa de Warren Buffett produziu quase 90 mil milhões de lucros (cerca de 86 mil milhões de euros) no ano passado, um aumento de 53% face ao ano anterior.

O facto de ter registado um lucro operacional após impostos de 27,5 mil milhões de dólares (cerca de 26,3 mil milhões de euros) fez com que o JP Morgan Chase descesse passasse para a segunda posição, depois de três anos consecutivos no primeiro lugar.

Leonardo Cardoso, analista da XTB, explicou à ‘Executive Digest’ que “tradicionalmente, a Berkshire Hathaway, investe mais em ‘value stocks’ como por exemplo a Coca Cola ou o Bank of America, sendo que com a deterioração dos indicadores macroeconómicos, como o aumento da inflação, subida da taxas de juros e contração do crescimento económico, empresas value tendem a valorizar ou pelos menos, manter o seu valor em períodos de maior incerteza”.

Já “as ações da JPMorgan registam uma desvalorização de cerca -24.8% desde o início do ano, sendo que com o aumento das taxas de juro e risco de crédito, podem continuar a tendência baixista”, acrescenta.

 

Fonte: Forbes

No mês passado, o multimilionário esteve presente numa conferência com acionistas, onde falou de vários assuntos, como por exemplo a Bitcoin, e demonstrou estar otimista, apesar do momento volátil que o mundo enfrenta.

“Se fizermos algo valioso e bom para a sociedade, não importa o que o dólar faz”, disse Buffett. “Por vezes, os mercados fazem coisas loucas. Isso é bom para a Berkshire, não porque somos espertos, mas porque somos sãos”.

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.